CPAA lança tradução do Guia FIVA

A FIVA (Federação Internacional do Veículo Antigo, da qual o CPAA é o representante para Portugal), tem um papel primordial na defesa do livre direito de utilização do automóvel clássico nas estradas e na defesa de um estatuto especial de protecção à luz da lei.
Dito isto, as condições e realidade do trânsito tem sofrido fortes transformações em todo mundo, o que obriga os condutores de automóveis clássicos a agir em conformidade, adaptando-se. Sendo os veículos antigos um foco de atenção na estrada, é fundamental que os condutores tenham uma conduta exemplar em termos de segurança e cortesia. A FIVA considera que isso é fundamental para que a livre utilização do automóvel histórico seja vista com bom olhos pela sociedade.
Assim, o Guia FIVA tem como objectivos principais, encorajar os hábitos de condução segura e sensata por parte dos habituais condutores de veículos históricos e realçar técnicas relevantes para os que agora se inicial nessa prática.
O conteúdo do Guia divide-se em duas partes fundamentais, tendo em conta preocupações dominantes nos dias de hoje, como as questões ambientais e de segurança.
Segundo Tiddo Bresters, vice-presidente da FIVA para as questões de Legislação, o novo guia não se destina apenas aos proprietários de Veículos Históricos representados pela FIVA, como “também ajudará as autoridades e instituições influentes na segurança rodoviária e ambiental a reconhecerem que os Veículos Históricos têm um lugar no futuro, como tiveram por tantas décadas no passado”.

Pela importância de que se reveste o Guia FIVA, o CPAA decidiu, por iniciativa própria, traduzir todo o seu conteúdo e lançar a versão portuguesa, que pode já ser adquirida, através dos contactos do clube.